Exposições

Exposição Vergílio Correia (1888-1944)) – Um olhar fotográfico

i 2 Março 2018

O Museu Regional de Beja e O Centro de Estudos Vergílio Correia (Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova e Associação Ecomuseu de Condeixa) inauguram no próximo dia 8 de Março, pelas 18:00h, no Núcleo Expositivo do Museu Regional de Beja (Rua dos Infantes), a exposição Vergílio Correia (1888-1944) – Um olhar fotográfico. Esta exposição é composta por fotografias da autoria de Vergílio Correia, guardadas pela família ao longo de quase um século, e revelam alguns dos temas dos diversos estudos que este arqueólogo realizou e dedicou às gentes e às nossas raízes histórico-culturais.

Vergílio Correia, professor da Universidade de Coimbra, fez parte do grupo de arqueólogos que descobriram a cidade romana de Conimbriga, foi um dos seus principais investigadores, para além de ter sido um notável antropólogo, etnógrafo e eminente historiador de arte.

As fotografias expostas, captadas pelo olhar sensível de Vergílio Correia, de temática predominantemente etnográfica, valorizam os ritmos do trabalho, no campo e nas oficinas, a religiosidade de um povo, os homens, as paisagens, os animais e sistemas de atrelagem, as feiras e a etnografia do traje.

A exposição estará patente ao público de 8 de Março a 30 de Abril de 2018, de segunda a sexta feira, das 9:30h às 12:30h e das 14:30h às 17:15h.

Exposição Escrita no Baixo Alentejo – das origens aos nossos dias

i 30 Janeiro 2018

O Museu Regional de Beja e a Câmara Municipal de Beja inauguram, no próximo dia 6 de fevereiro, pelas 18h, no Núcleo Visigótico do Museu (Igreja de Santo Amaro), a exposição Escrita no Baixo Alentejo – das origens aos nossos dias. Esta exposição é uma iniciativa da Rede de Museus do Baixo Alentejo, com o apoio da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL), e pretende mostrar a evolução da escrita, neste território, ao longo da história.

No sudoeste peninsular a escrita desenvolve-se há mais de 2500 anos sendo que, na sua génese, se encontra quase exclusivamente nos monumentos funerários. Os primeiros sistemas de escrita surgem no Oriente há mais de 5000 anos. No entanto, o nosso alfabeto tem a sua origem no Fenício, criado há cerca de 3000 anos, o que propiciou o desenvolvimento neste território, especialmente no sul do Alentejo e Algarve, de uma escrita designada como “escrita do sudoeste”. O Império Romano vem introduzir grandes transformações e deixa importantes marcas, não só nos vestígios arqueológicos e nos objetos, como também na escrita com a introdução dos carateres latinos. Posteriormente, a extensão do domínio islâmico ao Al-Ândalus deixou significativos vestígios que não se resumem só aos suportes em pedra mas se encontram também noutros materiais, como a cerâmica e o osso, sendo a maior parte dos textos marcados por um forte conteúdo religioso, transcrevendo com frequência passagens do Corão.

No Mundo Moderno, a escrita ganha novos suportes e inventa-se a imprensa o que permite revolucionar a difusão da informação e replicação dos documentos. No entanto, ao longo dos séculos XVI, XVII, XVIII e XIX, a maioria dos documentos, públicos ou privados, são ainda manuscritos. Nos séculos XIX e XX divulga-se progressivamente a máquina de escrever e a escrita ganha uma maior uniformidade e rapidez de produção assistindo-se, na segunda metade do século XX, a um tremendo avanço tecnológico onde o suporte material dá lugar ao suporte virtual.

A exposição estará patente ao público de 6 a 26 de fevereiro de 2018, de segunda a sexta feira, das 9:30h às 12:30h e das 14h às 17h.

“Monjas e Mouras” exposição de pintura de Clotilde Fava

i 9 Dezembro 2016

cartaz-museu-3A partir do dia 15 de Dezembro de 2016, e até ao dia 20 de Fevereiro de 2017, o Museu Regional de Beja apresenta a exposição “Monjas e Mouras”, da artista plástica Clotilde Fava.

A presente exposição é composta por um conjunto de quadros que denunciam uma forte influência africana, as suas gentes, a sua luz e cores inconfundíveis. Mas que, ao mesmo tempo, nos remetem para um Alentejo talvez nostálgico, expressando, porventura, as experiências e memórias da autora que viveu, também, entre estes dois mundos o africano – Angola, e o alentejano – Odemira e Évora.

A autora possui o curso de Escultura da Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. É membro da Sociedade de Belas Artes de Lisboa, da Cooperativa Árvore no Porto e do Círculo de Bellas Artes de Madrid.

Desde 1961 que expõe regularmente em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente, Espanha, França, Inglaterra, Alemanha, Itália, República Popular da China, Argentina, Angola e Cabo Verde.
A sua obra está representada em colecções particulares e instituições.

Para mais informações sobre o autora, consultar: www.clotildefava.com

Exposição de Desenho e Pintura de António Viana Museu Regional de Beja – Núcleo Expositivo, Rua dos Infantes

i 4 Novembro 2016

cartaz-museu-3A partir do dia 17 de Novembro de 2016, e até ao dia 31 de Janeiro de 2017, o Museu Regional de Beja tem a honra de apresentar a exposição “Proximidades” composta por desenhos e pinturas do artista plástico António Viana.

António Viana nasceu em Coimbra a 19 de Maio de 1947. Realizou a primeira exposição individual em 1966.

Tem exposto regularmente desde essa data em Portugal e no estrangeiro. Além da actividade de artista plástico desenvolve a actividade de museógrafo, com trabalhos realizados em diversos museus, exposições temporárias e itinerantes no País e em diversos locais da Europa, América e Ásia. A sua obra está representada em colecções oficiais nacionais e estrangeiras.

Para mais informações sobre o autor, consultar: www.antonioviana.pt

Exposição de pintura de Isa Carolina no Museu Regional de Beja

i 15 Setembro 2016

A exposição de pintura de Isa Carolina foi inaugurada na passada quinta-feira, 15 de Setembro, no Museu Regional de Beja.

A exposição vai estar patente até ao final de Outubro.

Foto postal AP modificado_editado-1

Exposição de fotografia “Aquedutos de Portugal” de Pedro Inácio

i 28 Junho 2016

A exposição de fotografia “Aquedutos de Portugal” de Pedro Inácio, é inaugurada na próxima sexta-feira às 18h30m, no Museu Regional de Beja

A exposição irá estar patente até ao final de Setembro.

Foto postal AP modificado_editado-1

Exposição de fotografia “In Nomine Fidei” de Pedro Lobo

i 8 Abril 2016

PedroLoboA exposição de fotografia “In Nomine Fidei” de Pedro Lobo, é inaugurada na próxima quinta-feira às 18h30m, no antigo Coro Baixo do Museu Regional de Beja.

A exposição irá estar patente até 13 de Maio, no Museu Regional de Beja.

Quem e Pedro Lobo?

Fotografo e investigador do Centro Nacional de Referencia Cultural (CNRC) 
e do Instituto de Património Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)
 (Brasil, 1978-1995), tendo sido responsável pela documentação
 fotográfica da proposta de inclusão na lista UNESCO de Património da
Humanidade das cidades de Olinda, Ouro Preto, Salvador, Santuário de Bom
Jesus de Matosinhos e São Miguel das Missões. O Pedro Lobo fotografa
 património para ilustrar a condição humana e refletir sobre a memoria
e o que deve ser preservado.

Os seus trabalhos tem sido mostrados individualmente e em exposições 
coletivas em museus no Brasil, Portugal, EUA, Dinamarca, Alemanha, Bélgica, China e Colômbia, e estão incluídos em varias coleções 
privadas e de museus. O Pedro Lobo foi bolseiro CAPES-Fulbright (1985/6),
 recebeu o V Prémio Marc Ferrez (1993) e a Bolsa Vitae de Fotografia
(2002).

Exposição de fotografia “….branco & negro…!” de J. Galhoz

i 9 Março 2016

flyerExpjgalhozA exposição de fotografia “….branco & negro…!” de J. Galhoz, é inaugurada na próxima quinta-feira às 18h30m.

A exposição irá estar patente até 3 de Abril, no Convento de Nossa Senhora da Conceição, Museu Regional de Beja.

Exposição “O Direito à Educação” 18 de Novembro a 31 de Dezembro 2015

i 16 Novembro 2015

12232951_618284418311802_7524020679440087817_o“A educação é a arma mais poderosa que dispomos para mudar o Mundo”
Nelson Mandela

O Museu Regional de Beja, em parceria com o Museu Municipal Joaquim Vermelho de Estremoz, tem o prazer de apresentar a exposição “O Direito à Educação”, com base no principal projecto da associação “Poster for Tomorrow” – um concurso internacional de cartazes sobre temas relacionados com os direitos humanos e liberdades fundamentais – e apoio da UNESCO.

(mais…)

Exposição “Villa Romana do Rabaçal, Penela, Portugal, 1984-2010: Generosidade da Terra e Solidariedade dos Homens”

i 23 Março 2015

Figura1A exposição temporária “Villa Romana do Rabaçal, Penela, Portugal, 1984-2010: Generosidade da Terra e Solidariedade dos Homens”, que o Museu Regional de Beja apresenta no seu Núcleo Expositivo da rua dos Infantes é, essencialmente, uma mostra da actividade arqueológica e museológica na Villa Romana do Rabaçal, ao longo de 25 anos, no dizer dos seus autores é, “uma pausa entre o realizado e o que há por realizar”.

(mais…)